Seguidores

domingo, 30 de setembro de 2012
















Espólios

Para o mundo o que deixarei?
Talvez meus versos?
Meus livros, meus discos?
Talvez minha ideias?

Para a minha amada o que deixarei?
O gosto doce do meu beijo?
O meu bem mais precioso?
Acho que deixarei só o meu amor.

Para mim o que deixarei?
Talvez o céu? O inferno?
Ou quem sabe um caixão florido
onde sozinho descansarei. (Anderson Pavão)

Nenhum comentário:

Postar um comentário